O Livro dos Espíritos

Allan Kardec

Voltar ao Menu
564. Haverá Espíritos que se conservem ociosos, ou que de nenhuma coisa útil se ocupem?

“Há, mas esse estado é temporário e subordinado ao desenvolvimento de suas inteligências. Certamente há Espíritos que, como certos homens, só para si mesmos vivem. Pesa-lhes, porém, essa ociosidade e, cedo ou tarde, o desejo de progredir lhes faz sentir a necessidade de atividade, e felizes se sentirão por poderem tornar-se úteis. Referimo-nos aos Espíritos que chegaram ao ponto de terem consciência de si mesmos e livre-arbítrio; porquanto, em sua origem, todos são quais crianças que acabam de nascer e que obram mais por instinto que por vontade expressa.”

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...