O Livro dos Espíritos

Allan Kardec

Voltar ao Menu
949. Será desculpável o suicídio quando tenha por fim obstar a que a vergonha caia sobre os filhos, ou sobre a família?

“O que assim procede não faz bem. Mas, como pensa que o faz, Deus lhe leva isso em conta, pois que é uma expiação que ele se impõe a si mesmo. A intenção lhe atenua a falta; entretanto, nem por isso deixa de haver falta. Ademais, eliminai da vossa sociedade os abusos e os preconceitos e deixará de haver desses suicídios.”

Aquele que tira a si mesmo a vida para fugir à vergonha de uma ação má prova que dá mais apreço à estima dos homens do que à de Deus, visto que volta para a vida espiritual carregado de suas iniquidades, tendo-se privado dos meios de repará-las durante a vida corpórea. Deus muitas vezes é menos inexorável do que os homens. Perdoa aos que sinceramente se arrependem e leva em conta a reparação. O suicídio nada repara.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...