O Livro dos Espíritos

Allan Kardec

Voltar ao Menu
641. Será tão repreensível desejar o mal quanto fazê-lo?

“Depende. Há virtude em resistir-se voluntariamente ao mal que se deseje praticar, sobretudo quando haja possibilidade de satisfazer-se a esse desejo. Se apenas não o pratica por falta de ocasião, é culpado quem o deseja.”

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...