O Evangelho segundo o Espiritismo

Allan Kardec

Voltar ao Menu
IX. Se a morte fosse a dissolução completa do homem,muito ganhariam com a morte os maus, pois se veriam livres, ao mesmo tempo, do corpo, da alma e dos vícios. Aquele que guarnecer a alma, não de ornatos estranhos, mas com os que lhe são próprios, só esse poderá aguardar tranquilamente a hora da sua partida para o outro mundo.

Equivale isso a dizer que o materialismo, com o proclamar para depois da morte o nada, anula toda responsabiLidade moral ulterior, sendo, conseguintemente, um incentivo para o mal; que o mau tem tudo a ganhar do nada. Somente o homem que se despojou dos vícios e se enriqueceu de virtudes, pode esperar com tranquilidade o despertar na outra vida. Por meio de exemplos, que todos os dias nos apresenta, o Espiritismo mostra quão penoso é, para o mau, o passar desta à outra vida,a entrada na vida futura. (O Céu e o Inferno, 2ª Parte, cap. I.)

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...