Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1861

Allan Kardec

Voltar ao Menu
Eis-me aqui, eu que não evocais, mas que estou desejosa de ser útil, por minha vez, à Sociedade cujo objetivo é tão sério quanto o é o vosso. Falarei de política. Não vos alarmeis. Sei dentro de que limites devo manter-me.

A situação atual da Europa oferece o mais surpreendente aspecto para o observador. Em nenhuma época, sem excetuar o fim do último século, que fez tão grande rombo nos preconceitos e abusos que comprimiam o espírito humano; em nenhuma época, dizia, o movimento intelectual se fez sentir mais intrépido, mais franco. Digo franco, porque o espírito europeu marcha na verdade. A liberdade não é mais um fantasma sangrento, mas a bela e grande deusa da prosperidade pública. Mesmo na Alemanha, essa Alemanha que descrevi com tanto amor, o sopro ardente da época abate as últimas fortalezas dos preconceitos. Sede felizes, vós que viveis em tal momento. Porém, mais felizes ainda serão os vossos descendentes, porque aproxima-se a hora, a hora anunciada pelo Precursor. Vedes clarear-se o horizonte, mas, como outrora os hebreus, ficareis no limiar da Terra Prometida e não vereis erguer-se o sol radioso dos novos dias.

STAËL

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...