Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1861

Allan Kardec

Voltar ao Menu
(29 DE SETEMBRO DE 1860)

O fluido universal liga entre si todos os mundos, e conforme os impulsos que lhe são dados pela vontade do Criador, dá origem a todos os fenômenos da Criação. Ele é a própria vida, e liga as diferentes matérias do nosso globo. É ele que, por propriedades subordinadas a leis, regula as diferentes nuanças das afinidades físicas e morais, tão misteriosas para vós. É ele que vos faz ver o passado, o presente e o futuro, sobretudo quando a matéria que obstrui a vossa alma é anulada ou enfraquecida por uma causa qualquer. Então, essa dupla vista (embora menos desenvolvida do que após a morte), vê, sente e toca tudo, nesse meio fluídico que é o seu elemento e o espelho exato do que foi, é e será, porque apenas as partes mais grosseiras desse fluido sofrem sensíveis modificações de composição.


HENRY, antigo magnetizador.

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...