Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1862

Allan Kardec

Voltar ao Menu
1º. ─ FORMAÇÃO DA TERRA

Há dois sistemas sobre a origem e a formação da Terra. Na opinião mais comum, e que parece geralmente adotada pela Ciência, ela seria o produto da condensação gradual da matéria cósmica sobre um determinado ponto do espaço. O mesmo se teria dado com os outros planetas.

Segundo um outro sistema, preconizado nos últimos tempos, conforme a revelação de um Espírito, a Terra teria sido formada da incrustação de quatro satélites de um antigo planeta desaparecido. Tal junção teria sido resultante da vontade própria da alma desses planetas. Um quinto satélite, a Lua, ter-se-ia recusado, em virtude de seu livre-arbítrio, a uma tal associação. Os vazios deixados entre eles pela ausência da Lua teriam formado as cavidades que foram enchidas pelos mares. Cada um desses planetas teria trazido consigo seres cataleptizados: homens, animais e plantas, que lhe eram peculiares. Saindo de sua letargia, depois de operada a junção e restabelecido o equilíbrio, esses seres teriam povoado o globo atual. Tal seria a origem das raças-mães do homem da Terra: a raça negra na África, a amarela na Ásia, a vermelha na América e a branca na Europa.

Qual desses dois sistemas pode ser considerado como expressão da verdade?

A respeito desse assunto, bem como dos outros, solicita-se uma solução explícita e raciocinada.


2º. ─ ALMA DA TERRA

A proposição que se segue é tirada de uma brochura intitulada Resumo da religião harmônica.



“Deus criou o homem, a mulher e todos os mais belos e melhores seres. Mas concedeu a todas as almas de astros o poder de criar seres de ordem inferior, a fim de completar o seu mobiliário, já pela combinação do seu próprio fluido prolífico, conhecido em nosso globo sob o nome de aurora boreal, já pela combinação desse fluido com o de outros astros. Ora, a alma do globo terrestre que, como as almas humanas, goza do livre-arbítrio, isto é, da faculdade de escolher o caminho do bem ou do mal, deixou-se arrastar por este último. Daí as criações imperfeitas e más, tais como os animais ferozes e venenosos, e os vegetais que produzem venenos. Mas a Humanidade fará desaparecer esses seres nocivos quando, ao se pôr em acordo com a alma da Terra para marchar pelo caminho do bem, ocupar-se, de maneira mais inteligente, da gestão do globo terrestre, sobre o qual será criado um mobiliário mais perfeito.”

O que há de verdadeiro nessa proposição? O que se deve entender por alma da Terra?


3º. ─ SEDE DA ALMA HUMANA

Lê-se na mesma obra a passagem seguinte, citada como extraída de A chave da vida, página 751:

“A alma é de natureza luminosa divina. Tem a forma do ser humano que ela anima. Reside num espaço situado na substância cerebral mediana, que reúne os dois lóbulos do cérebro por sua base. No homem harmonioso e na unidade, a alma, diamante resplandecente, é adornada por uma branca coroa luminosa. É a coroa da harmonia.”

O que há de verdadeiro nessa proposição?

4º ─ SEDE DAS ALMAS

Na mesma obra:

“Enquanto habitam as regiões planetárias, os Espíritos são obrigados a reencarnar-se para progredirem. Desde que chegam às regiões solares, não mais necessitam da reencarnação e progridem indo habitar sóis de ordem superior, de onde passam às regiões celestes. A Via Láctea, cuja luz é tão suave, é a morada dos anjos ou Espíritos superiores.”

Isto é verdade?


5º ─ MANIFESTAÇÕES DOS ESPÍRITOS

Conforme a doutrina ensinada por um Espírito, nenhum Espírito humano pode manifestar-se ou comunicar-se com os homens, ou servir de intermediário entre Deus e a Humanidade, visto que, sendo Deus Todo Poderoso e estando em toda parte, não necessita de auxiliares para a execução de sua vontade, pois tudo faz por si mesmo. Em todas as comunicações ditas espíritas, só Deus se manifesta, tomando a forma, nas aparições, e a linguagem, nas comunicações escritas, dos Espíritos evocados e aos quais julgamos falar. Em consequência, desde que a criatura está morta, não pode mais haver relações entre ela e os que deixou na Terra, antes que, por uma série de reencarnações sucessivas, durante as quais progridem, tenham atingido o mesmo grau de adiantamento no mundo dos Espíritos. Podendo apenas Deus manifestar-se, resulta que as comunicações grosseiras, triviais, blasfemas e mentirosas são igualmente dadas por ele, mas como prova, do mesmo modo que as dá boas, a fim de instruir.

O Espírito que ditou essa comunicação diz naturalmente que ele próprio é Deus. Nesse pressuposto, formulou uma extensa doutrina filosófica, social e religiosa.

O que pensar de tal sistema, de suas consequências e da natureza do Espírito que o ensina?


6º ─ ANJOS REBELDES, ANJOS DECAÍDOS E PARAÍSO PERDIDO

O que pensar da teoria a respeito disso, no artigo acima, escrito pelo Sr. Allan Kardec?

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...