Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos - 1862

Allan Kardec

Voltar ao Menu
Como vedes, começam a comentar as ideias espíritas até nos cursos de teologia, e a Revista Católica tem a pretensão de demonstrar ex-professo, como eles dizem, que o Espiritismo atual é obra do demônio, como se vê no artigo intitulado Do Satanismo no Espiritismo Moderno, daquela revista. Ora! Deixai-os falar! Deixai-osagir. O Espiritismo é como o aço, e todas as serpentes usarão os dentes para mordêlo.

Seja como for, há um fato digno de nota: é que outrora desdenhavam ocupar-se com os que moviam mesas e cadeiras, ao passo que hoje muito se ocupam com esses inovadores, cujas ideias e teorias se elevaram à altura de uma doutrina. Ah! É que essa doutrina, essa revelação abre brecha em todas as antigas doutrinas, em todas as velhas filosofias, insuficientes para satisfazerem as necessidades da razão humana. Assim, sacerdotes, cientistas, jornalistas descem à arena empunhando a pena, para repelir a ideia nova: o progresso. Mas que importa! Não é uma prova irrefragável da propagação dos nossos ensinamentos? Ora! Não se discute, não se combate senão as ideias realmente sérias e suficientemente bem difundidas para não serem tratadas como utopias, como quimeras brotadas de cérebros doentes. Aliás, melhor que ninguém, podeis ver bem a rapidez com que o Espiritismo recruta adeptos diariamente, e isso até nas fileiras esclarecidas do exército, entre oficiais de todas as armas. Não vos inquieteis, pois, com todos esses infelizes que uivam à toa, pois já não sabem onde estão. Eles estão desconcertados. Suas certezas, suas probabilidades se desvanecem ao facho do Espiritismo, porque, no fundo de suas consciências, sentem que apenas nós estamos com a verdade. Digo nós, porque hoje, Espíritos e encarnados, só temos um objetivo: a destruição das ideias materialistas e a regeneração da fé em Deus, a que tudo devemos.

ERASTO (Médium: Sr. d’Ambel)

TEXTOS RELACIONADOS

Mostrar itens relacionados
Aguarde, carregando...